sexta-feira, setembro 22, 2006

A decência não mora aqui

O Correio da Manhã (CM) noticia hoje a existência de um "documento secreto" da ANMP (Associação Nacional de Municípios Portugueses) onde se estabele a estratégia de combate à nova Lei das Finanças Locais proposta pelo Governo. Parte dessa estratégia passa por suspender despesas com GNR, PSP, escolas, centros de saúde, recolha de lixo, etc.

A primeira reacção deveria ser de desconfiança. O CM não é propriamente uma referência em termos jornalísticos, e a ANMP é suposto estar preocupada com os cidadãos que representa (indirectamente, através das autarquias).

Infelizmente, pouca gente duvidará da veracidade da notícia, pois esta ANMP há muito deixou de ser nossa representante, estando mais preocupada em defender os caciques que proliferam País fora.

Vejam lá se, na lista de subsídios que os associados da ANMP pretendem reduzir, aparece o que quer que seja relacionado com futebol. Nada, nem uma palavra! Podemos ficar sem PSP, sem GNR, sem escolas, sem Centros de Saúde, e sem recolha de lixo. Agora, sem futebol?! Nunca!

E que dizer de notícias recentes sobre a venda de dívidas futuras por parte de algumas Câmaras Municipais?

Curiosamente, com o mesmo plano a ANMP também pretende alterar a ideia generalizada de que as autarquias são sinónimo de "despesismo, corrupção e 'construção civil'".
Por mim, não se preocupem. Eu sempre soube que os "casos" noticiados em Lisboa, Porto, Coimbra, Leiria, Braga, Guimarães, Felgueiras, Marco de Canavezes, e mais umas dezenas (centenas?) de cidades, fazem parte de uma conspiração contra a ANMP e seus associados.

Ruas, amigo, o povo está contigo!

2 comentários:

Em 22 setembro, 2006 23:32, Anonymous capitolina disse...

O Jardim da Madeira tornou-se o modelo a imitar. E o actual presidente da ANMP vai-lhe no encalço a toda a brida...

 
Em 11 outubro, 2006 22:43, Anonymous capitolina outra vez disse...

Viram como o homem mais tarde disse que não disse o que disse?...
É tão baixo, tão repelente que não tem medida para o comportamento soez.

 

Enviar um comentário