quarta-feira, agosto 09, 2006

A velha carpideira, o bandido, e o amigo dela

O Abrupto, o famoso blog do famoso Pacheco Pereira (JPP), tem sofrido ataques de piratas informáticos.

Ricardo Araújo Pereira (RAP), elemento dos não menos famosos Gato Fedorento, escreveu sob o assunto, com a piada que se lhe conhece:
"Que arda no Inferno a besta – humana ou cibernética – que ofereceu ao Pacheco Pereira a sua última glória: o martírio."

Carlos Abreu Amorim (CAA), menos famoso e, quiça, aborrecido com isso, veio em defesa da sua dama:
"Há alturas em que alguns pretensos felinos são comprovadamente fedorentos..."

RAP chamou-lhe um figo, e não resistiu:
"[...] uma vez que ninguém morrera, falira, caíra em desgraça ou sequer contraíra herpes labial, acreditei que se podia rir do assunto – sobretudo da dramática pose de mártir do Pacheco Pereira. O professor Carlos Abreu Amorim ensinou-me que não. Nem desenhos sobre Maomé nem graças sobre o Abrupto."

CAA, num momento menos lúcido, respondeu:
"RAP [...] quis ter graça à custa do azar do Abrupto."

RAP não ripostou. Estará de férias, ou acha demasiado fácil bater em quem dá a outra face?

1 comentários:

Em 19 agosto, 2006 23:34, Anonymous Urso Polar disse...

Há gente que não entende o que lê...

 

Enviar um comentário