segunda-feira, novembro 26, 2007

O poder da mente

Faz agora 1 ano desde que deixei de roer as unhas. Após muitos anos com este problema (há quem lhe chame "auto-mutilação"), já nem sequer pensava que me poderia ver livre dele. Foi preciso falar com a pessoa certa, alguém com capacidade para guiar a minha mente pelos recantos onde se escondia o motivo de tal acção.

Para uma pessoa que se toma por racional, há coisas difíceis de reconhecer. Que o cérebro se deixa enganar facilmente, é mais do que sabido. Que se deixa dominar por drogas químicas e afins, está mais do que estudado. Mas que se subjugue a algo que nem sequer admite existir, já é mais difícil aceitar.

Independentemente de quaisquer considerações, o importante é que resultou. Obrigado, MJ!
(Não é a minha MJ, é outra.)

3 comentários:

Em 27 novembro, 2007 15:11, Blogger SC disse...

Foste tu que percorreste o caminho. :)
Parabéns. A ti e à tua mente "aberta".

 
Em 27 novembro, 2007 23:07, Anonymous Anónimo disse...

Mas... falta a revelação da primordial razão que te fazia dispensar o corta-unhas e, essa sim, a mutilação semanal obrigatória por volta da hora de depois do banho!
;-)
J.

 
Em 29 novembro, 2007 23:37, Anonymous capitolina disse...

Não vale deixar no ar tanto mistério.
Para que outros aproveitem
a)Que motivos podem levar um rapaz de jeito, como tu, a roer as unhas?
b)Onde se pode procurar a cura para tal maleita?

 

Enviar um comentário

we need a new president desperately


Moby é dos músicos/compositores/DJ's que mais me emocionam.
Nova-iorquino, é (também) conhecido pela sua careca, óculos retro e pelo facto de ser uma pessoa socialmente interventiva.
Para além da música, identifico-me com muitas das suas opiniões. Eis uma delas:

man, we need a new president desperately. at this point i'm not even too concerned who the next president is as long as they're even moderately competent.

1 comentários:

Em 27 novembro, 2007 15:12, Blogger SC disse...

Já faz falta um trabalho novo desse senhor!

 

Enviar um comentário

sexta-feira, novembro 02, 2007

Nojo...

...é o que sinto quando leio esta notícia.

(Fonte: Blasfémias)

0 comentários:

Enviar um comentário

quinta-feira, novembro 01, 2007

Que mundo, este...

Jornal Público, 25 de Outubro..
Na página 11, um título chamou-me a atenção: "Falta de rampa de acesso retém jovem em casa".
Custa ler a notícia toda, a indignação a aumentar a cada linha que passa. Resumidamente, um rapaz de 25 anos, com paralisia cerebral, precisa que seja construída uma rampa de acesso ao edifício onde vive, para poder ser levado à rua numa cadeira de rodas especial.
Os vizinhos, grandes beneméritos, nem sequer se dignaram aparecer na reunião de condóminos convocada para aprovar a obra. Deviam estar muito ocupados a ver a "Família Superstar". Assim vai este mundo...

0 comentários:

Enviar um comentário