quarta-feira, agosto 29, 2007

Manias

Aproveitando o melhor dia de praia que este Verão foi capaz de me dar, fui ao Guincho.
As praias da linha de Cascais têm um problema: a alta probabilidade de dar de caras com umas quantas "tias", mais as suas manias.
O cabelo cor-de-ferrugem-acastanhada-com-nuances-douradas já passa quase despercebido, mais ainda do que o único beijo com que se cumprimentam umas às outras, não vão elas ser confundidas com a "plebe".
Os filhos, com cabelo cortado "à tijela" e da mesma cor que o das mães, e com o fiozinho de couro pendurado ao pescoço, estão perdoados, pois (ainda) não têm culpas no cartório.
Agora, mesmo difícil de aceitar, é ver (ouvir) as mães a tratar os filhos por "você".
Que há umas décadas atrás fosse hábito os filhos tratarem os pais desse modo, por ser considerado uma questão de respeito, é coisa do passado.
Mas que hoje ainda haja pais que façam questão de cavar um fosso entre eles e os filhos - fosso derivado do distanciamento que um tal tratamento inevitavelmente cria - é algo difícil de aceitar.

1 comentários:

Em 09 setembro, 2007 22:47, Blogger catrocha disse...

Em Porto Santo tb havia dessas tias: muitos filhos por casal e sempre a tratarem-se por você!

 

Enviar um comentário

Sítios - Casa da Guia

Há sítios onde apetece ir, vezes sem conta. A Casa da Guia, em Cascais, é um deles.
No topo de uma falésia, com o mar a perder de vista, são vários os bares e restaurantes disponíveis, com esplanadas a que é impossível resistir.

1 comentários:

Em 09 setembro, 2007 22:49, Blogger catrocha disse...

Já matei saudades!!!! Gosto muito de lá ir, mas há muito que já lá não vou!!!

 

Enviar um comentário

Outros tempos

Agosto.
Apesar da temperatura diurna andar pelos vinte e muitos graus, à noite fica frio, bem abaixo dos quinze.
Sábado choveu quase todo o dia, no Algarve houve inundações. Domingo esteve muito calor, a praia estava cheia.
Desde segunda-feira, o céu acorda muito nublado e adormece limpo.

Os senhores do Instituto de Meteorologia dizem que se trata de um Verão "normal".
Que saudades do Verão "anormal", das noitadas ao relento com o vento quente a bater na cara, da vontade de praia logo ao levantar! Nem sempre o que é "normal" é bom...

2 comentários:

Em 31 agosto, 2007 00:02, Anonymous Anónimo disse...

Eu tenho gostado deste verão "normal"...

 
Em 09 setembro, 2007 22:50, Blogger catrocha disse...

Como concordo contigo!!!! Já me fartei de dizer que emagreci no verão errado! A gordura que perdi tem-me feito falta!!!!

 

Enviar um comentário

quinta-feira, agosto 23, 2007

Marketing ou desonestidade?

Todos conhecemos algumas das técnicas de marketing e vendas usadas nos super e hipermercados, desde a altura a que se colocam os produtos, até às "ilhas" com promoções, passando pelos topos dos corredores. A sociologia - no que se refere a prever o comportamento dos potenciais compradores - deve ter já uma grande influência nas decisões das empresas vendedoras.
Mas se nada disto se afigura ilegal, ou sequer ilegítimo, já algumas outras técnicas me suscitam sérias dúvidas.
Refiro-me, por exemplo, à ideia que é passada aos compradores de que, comprando quantidades maiores, os produtos saem mais baratos. Uma vez instalada esta ideia, as lojas e/ou os fabricantes conseguem, muitas vezes, enganar (não há outra palavra para isto) as pessoas, levando-as a comprar mais quantidade a preços mais altos, à custa das embalagens ditas "familiares" ou "económicas".

Dois exemplos concretos e fresquinhos, com que me deparei ao fazer algumas compras on-line:
a) Um produto A é vendido em 4 tipos de embalagem: 1, 3, 6 ou 9 unidades. Curiosamente, o modo de comprar mais barato é comprando as embalagens de 6 unidades. No entanto, é a embalagem de 9 que, na caixa, se "gaba" de ser económica. Não será isto publicidade enganosa?
b) Uma garrafa de um conhecido refrigerante custa 1,10€. Uma embalagem "económica" de 4 garrafas custa 4,39€. Conclusão: para poupar 1 cêntimo (!), o comprador acaba, na verdade, a gastar mais pois, provavelmente, só estava a pensar comprar 1 ou 2 garrafas, e acaba a levar 4.

Há que reconhecer, no entanto, que os hipermercados acabam por nos ajudar a lidar com este problema, ao porem nas etiquetas dos preços o custo por unidade ou quantidade, o que permite fazer uma comparação directa sem grandes contas. Cabe-nos a nós, consumidores, ter o cuidado necessário para não nos deixarmos enganar.

1 comentários:

Em 29 agosto, 2007 22:38, Anonymous capitolina disse...

É preciso andar sempre de òlhinhos muito abertos e com a matemática à flor do pensamento...pra não cair nas redes do marketingue...

 

Enviar um comentário

sexta-feira, agosto 10, 2007

Propostas irrecusáveis

O filtro automático do meu e-mail funciona relativamente bem, enviando directamente para o lixo a maior parte do chamado spam que recebo diariamente. No entanto, por vezes também se livra de mensagens que me interessam, de modo que, ocasionalmente, revolvo o "lixo" a ver se se perdeu alguma mensagem importante.
No meio das informações financeiras em primeira mão, capazes de me tornar rico num abrir e fechar de olhos, e dos anúncios de software "autêntico" ao preço da uva mijona, prova de que a Microsoft tem margens de lucro de 500%, não consigo deixar de admirar as mensagens que prometem tornar-me num homem "a sério".
Eis algumas das minhas frases preferidas que, se não fazem aumentar mais nada têm, pelo menos, o dom de fazer aumentar o meu bom humor:

Life is short... so make the most of it !!
[pois claro, se a vida é curta há que compensar com algo comprido!]

Get a massive self-confidence boost
[alguma coisa dará mais auto-confiança do que andar sempre com ar de quem enfiou uma lanterna no bolso?]

Introducing the new male enhancement product
["melhorador de masculinidade"? se calhar referem-se aos pêlos do peito...]

Enlarge your manhood today and reap all the benefits, be the most confident man in town!
[isto é que vai ser andar de nariz empinado (entre outras coisas!)]

A few inches can make a real difference
[bom, considerando que estão a falar em polegadas - e serão pelo menos 2, dado usarem o plural -, e convertendo para centímetros, estamos a falar de, pelo menos, 5 cm - não duvido que faça alguma diferença, quanto mais não seja por obrigar a trocar todas as cuecas por outras 1 ou 2 números acima]

Keep all the girls really happy
[o que elas querem sabemos nós!]

Be confident and stand tall
[é o chamado trocadalho - um trocadilho do ...]

Make her worship you
[não sabia que para chegar a santo era necessário ser bem fornecido - ah, Santo António, seu malandro, quem diria?!]

1 comentários:

Em 11 agosto, 2007 12:04, Blogger SC disse...

AHAHAHAH!

 

Enviar um comentário

segunda-feira, agosto 06, 2007

Capunho Escariote

Já várias vezes aqui mencionei o projecto das torres que vão substituir o hotel Estoril-Sol, em Cascais, referindo que duvidava seriamente que se viesse a ganhar algo com a troca.
É agora evidente que se ganha, e muito! É pena é que, para não variar, os únicos que beneficiem desse lucro sejam os agentes imobiliários.
É que, se esta notícia for exacta, há uns senhores que vão vender os apartamentos mais caros de Portugal, com o preço de um T2 a começar em 1 milhão de euros! E nem sequer consta que as sanitas dos ditos sejam em ouro.
Portanto, e a não ser que o município tenha direito a uma percentagem sobre estas vendas, o "nosso" presidente Capunho arrisca-se a ser um digno sucessor de Judas, conhecido por ter "betonizado" metade do Concelho.

1 comentários:

Em 08 agosto, 2007 23:12, Anonymous capitolia disse...

Bem... não são as sanitas mas podem ser de ouro os bidés...

 

Enviar um comentário